Sipcam Nichino Brasil

voltar

Notícias

05/07/2016

Brasil e Estados Unidos aproximam relações comerciais do agronegócio

Brasil e Estados Unidos avançaram em medidas de facilitação do comércio e preparam acordos nesse sentido nas áreas agrícola e têxtil, dentro da estratégia de estabelecer medidas graduais para o acesso ao mercado. A ideia é simplificar os procedimentos de exportação e importação e estimular as trocas bilaterais. Em evento em Washington que marcou os dez anos do Diálogo Comercial Brasil-EUA, o secretário de Comércio Exterior do ministério do Desenvolvimento, Daniel Godinho, destacou alguns resultados concretos do mecanismo, entre eles a eliminação do papel no comércio bilateral. Segundo Godinho, a medida está em vigor há pouco mais de um mês e quase todo o comércio entre os dois países já está sendo feitas por meio eletrônico (99% das exportações e 97% das importações). “Cada operação tinha que ter um papel enviado e assinado com caneta azul. Eliminar isso é eliminar custo e tempo, e, portanto, ganhar competitividade e acesso ao mercado”, disse o secretário. O próximo passo é um acordo sanitário e fitosanitário, que Godinho considera “fundamental” pois cobre 65% do comércio bilateral agrícola, que em 2015 atingiu US$ 5 bilhões. O objetivo também é “eliminar o papel”, disse, para dar agilidade às empresas envolvidas. A expectativa é que o acordo esteja pronto até o fim do ano. Godinho disse que está perto de ser finalizado um acordo de convergência regulatória para o setor de cerâmica, que permitirá a produtos brasileiros entrar nos EUA com o selo do Inmetro, e aos americanos no Brasil com o de sua agência de certificação. Será o primeiro acordo de reconhecimento mútuo já assinado pelo Brasil. O setor têxtil também começou a negociar um semelhante. Já em prática desde o fim do ano passado, a certificação no Brasil para exportação para os EUA será ampliada, com mais dois laboratórios no país. Fonte: Notícias Agrícolas

Copyright © 2014 Sipcam Nichino Brasil S/A - Todos os direitos reservados.

bold propaganda